Agentes Penitenciários concluem curso de Intervenção Tática Prisional

Neste domingo, dia 28/01/2018 ocorreu a cerimonia de encerramento do Curso de Intervenção Tática Prisional e sobrevivência administrativa, que contou com a participação de Agentes Penitenciários da Capital e do Interior do Estado. O Sinsap cooperou com a logística do curso, para reduzir custos do curso, que foi custeado pelos próprios servidores. Os agentes que participaram do curso, buscavam aprimorar os conhecimentos, estar cada vez mais preparado para garantir a sua própria segurança, da Unidade Penal e da Sociedade.


O curso durou quatro dias e abordou na parte teórica , conceitos sobre “sobrevivência administrativa” na parte prática do curso, houve uma simulação de um presídio rebelado.

Ao discursar no encerramento do Curso, o presidente do Sinsap-MS, André Santiago fez questão de enfatizar o esforço dos servidores penitenciários, que com recursos próprios buscam capacitações dessa natureza. Ele destacou ainda, que o Sindicato, sempre que possível auxiliará na capacitação dos servidores penitenciários. "Nós, sabemos que os agentes penitenciários enfrentam situações adversas, condições inadequadas de trabalho, número de detentos muito superior à capacidade das Unidades Penais. Por isso, quando o servidor espontaneamente busca a sua capacitação, ficamos esperançosos em relação ao futuro da nossa carreira. ressalta o presidente do Sinsap-MS, André Santiago.


No curso, ministrado pela empresa paulista especialista em segurança, Team Six, os agentes aprenderam técnicas de imobilização e diferentes aplicações de algemas, ministradas por instrutores com mais de 25 anos de experiencia no sistema prisional do Estado de São Paulo e há 14 anos integrantes do Grupo de Intervenção Rápida (GIR), já tendo atuado também em retomada de presídios rebelados em várias partes do país, como no caso de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte.



O curso ainda abordou técnicas de intervenção prisional com a prática realizada em um presídio em fase final de obras. Os agentes realizaramm o trabalho em equipe com a utilização do armamento (simulacro do calibre 12) e com o escudo. A proposta foi usar a experiência de combates vivenciados dentro das unidades penais para ensinar como agir de maneira prática, rápida e segura.

A capacitação teve carga horária total de 39 horas, dividida em aulas em teóricas e práticas. A empresa Team Six Brazil há sete anos oferece cursos na área de segurança e pela primeira vez esteve no estado.