Servidores rejeitam mudança de escala de trabalho e aprovam projeto de incorporação salarial

Nesta segunda-feira, 3, a categoria esteve reunida em assembleia para discutir a proposta apresentada pela Agepen da mudança na escala de trabalho e a criação de cargo para chefe de equipe e chefe de núcleo.

 

Na ocasião os sindicalizados repudiaram a mudança da escala de trabalho e proporam um projeto de incorporação no salarial. O projeto de Função gratificada foi pela primeira vez exposto para a categoria e apresenta muita inconscistência, o que gerou varias indagações. Os filiados destacaram ainda que concordam com a criação de cargos de funções gratificadas, mas não da forma apresentada pelo governo. “A classe não é contra a gratificação, e não concordou que o governo retire da hora extra o recurso para custear esses gastos. A categoria propos que se é para utilizar recursos dos Plantões Extraordinários que seja para a finalidade de Incorporação salarial, proporcionando uma recuperação das percas salariais, pois o nosso rendimento é o mais baixa dentre os orgãos da segurança publica.”, explica o presidente do Sinsap, André Luiz Santiago e destaca que é necessário criar um fundo próprio para custear esses novos cargos sugeridos pela Agepen.

 

O sindicato apresentará a documentação ao governo expondo o posicionamento da classe e acompanhará os desfechos seguintes, repassando todas as informações de forma transparente para toda a categoria.