Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária de MS



Audiência Pública discute autenticidade do déficit da previdência


Karen Andrielly
16 Nov 2017

Audiência Pública discute autenticidade do déficit da previdência

Na última terça-feira (13) a diretoria do Sinsap participou da Audiência Pública “Deficit da Previdência, Sem a Transparência o Servidor Paga essa Conta!” com o intuito de discutir e definir ações para investigar a situação das contas da previdência e a veracidade da dívida que tem causado rombo financeiro.

 

A audiência proposta pelo deputado Amarildo Cruz e realizada em parceria com o Fórum dos Servidores Públicos, contou com a participação membros da Agepreve- Agencia de Previdência de Mato Grosso do Sul e de mais deputados. Na ocasião ficou definido uma comissão composta por parlamentares e Coordenadores do Fórum dos Servidores para juntos irem até o Governador Reinaldo Azambuja e solicitarem que ele reveja este ato arbitrário, ou seja, “retire o projeto”, para maior discussão bem como, que uma auditoria externa seja realizada na Agência para efetivamente levantar a real situação. E caso o Governador não atenda o apelo da comissão os nove deputados que defendem os servidores entrarão com pedido de instauração de CPI na Ageprev.

 

Na ocasião o deputado Pedro Kemp se contra pós com a justificativa do Executivo de equacionar o déficit. Para ele, o governo pretende usar os R$ 400 milhões da massa segregada em ano eleitoral. E o deputado Cabo Almi concordou com Amarildo Cruz e avaliou o texto da reforma enviado à Casa de Leis como uma solução inadequada e equivocada. “Sou a favor da retirada do PL, primeiro tem que passar na esfera nacional a reforma da previdência e depois aqui no Estado”, reforçou Almi.

"Estamos em um momento de discussão e de unir forças. Começamos a ganhar apoio dos parlamentares, reflexo de articulação das entidades e mobilizações da base. Mas ainda é necessário o engajamento permanente da categoria, para mostrar a força do servidor público de Mato Grosso do Sul, ão é justo que o servidor pague essa conta sozinho mais uma vez”, afirma o presidente do Sinsap, André Luiz Santiago.

 


Fonte: Ascom Sinsap

Imprimir Página








Galeria de Imagens

Assembleia e mobilização

Durante Assembléia que ocorreu nesta terça-feira (12), na sede do Sinsap, cerca de 300 Agentes Penitenciários recusaram em um único coro a proposta de reajuste salarial de 2,94 feita pelo governo. Na ocasião os servidores também discutiram futuras mobilizações e uma possível paralisação devido a falta de cumprimento dos acordos realizado pelo governo, entre eles o reposicionamento de classe com critério de tempo de serviço, e devido a falta de condições de trabalho, e as constantes ameaças. “ Precisamos lutar juntos, e agora é a hora de dar uma resposta ao governo pelo descaso com o servidor, queremos reconhecimento salarial, o cumprimento do acordo, melhores condições de trabalho e respaldo a vida do servidor que tem sofrido constantes ameaças e o governo não tem tomado os procedimentos necessários para salva guardar o agente, enquanto isso vivemos a espera de milagres”, ressaltou o presidente do Sinsap, André Luiz Santiago.

21 Set 2017
Mural de Recados
Mais Recados


Enquete

Quais as maiores dificuldades no seu dia a dia enquanto profissional?...






      Resultado
Rua Vicentina Coelho Neto, S/N, Quadra 24, Lote 25
Bairro: Vivendas do Parque (Saída para Três Lagoas) - CEP: 79.044-172 / Campo Grande /MS
67 3325-2401
67 3325-2291