Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária de MS




28 Abr 2016

NOTA DE REPÃDIO


A Federação Sindical Nacional de Servidores Penitenciários – FENASPEN, em conjunto com o Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária – SINSAP/MS, vem a público REPUDIAR, veementemente, a infeliz declaração do Senhor Secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública do Estado de Mato Grosso do Sul – SEJUSP/MS, Deputado Estadual JOSÉ CARLOS BARBOSA, sobre o fato ocorrido no dia 20 de abril de 2016, nas dependências da Unidade Penal  ´”Jair Ferreira de Carvalho”, mais conhecida como Presídio de Segurança Máxima

“... disse ao Jornal Midiamax que os agentes penitenciários precisam redobrar atenção depois do episódio de envenenamento, na última quarta-feira (20), no presídio de Segurança Máxima da Capital. “Com o tempo os agentes ‘relaxam’ a atenção no trabalho e agora terão de redobrar os cuidados”, fala Barbosa.” http://www.midiamax.com.br/ policia/secretario-agentes-penitenciarios-relaxaram-seguranca-298247.

Vamos aos fatos, o que ocorre hoje em nossas Unidades Penais é a imposição de uma rotina incompatível com a nossa caótica realidade, onde a Administração da AGEPEN, na tentativa de mostrar para a sociedade que existe tratamento penal, desconsidera o nosso baixíssimo número de servidores e libera um excessivo número de presos para as mais diferentes atividades, contribuindo para colapsar ainda mais todos os razoáveis aspectos de segurança.

Os servidores penitenciários não relaxaram a atenção ao trabalho, quem relaxou a atenção com o Sistema Penitenciário foi o Estado. Pois, há anos impera em nossas Unidades Penais, abandono, descaso, número insuficiente de servidores, superlotação, falta de equipamentos de proteção individual, falta de equipamentos tecnológicos para coibir o ingresso de materiais ilícitos, inoperância dos bloqueadores de aparelhos celulares, precariedade das Unidades Penais, estruturas físicas inadequadas para abrigar presos, ambiente de trabalho insalubre de altíssimo risco e ausência de uma política de valorização e reconhecimento da carreira segurança penitenciária.

São esses problemas e a circulação excessiva de presos em número infinitamente superior ao quantitativo de Agentes que impedem uma fiscalização mais eficaz.  O que ocorreu no Presídio de Segurança Máxima foi um ato criminoso e exige uma reflexão sobre as nossas rotinas para impedir que criminosos que laboram remindo pena, continuem a perpetrar crimes que afetam os servidores penitenciários, o Estado e a sociedade.

Temos que destacar que Apesar dessas enormes adversidades, os Agentes Penitenciários arriscam suas vidas todos os dias para impor a ordem, a disciplina e a segurança dentro das nossas Unidades Penais.

Sendo assim, não há que se falar que os Agentes com o tempo relaxam,  muito pelo contrário, o que vem ocorrendo,  são servidores abnegados que mesmo invisíveis aos olhos do estado não medem esforços para garantir paz e segurança para a nossa sociedade.

Campo Grande MS, 29 de abril de 2016.

André Luiz Garcia Santiago

Presidente do SINSAP/MS

Fernando Ferreira de Anunciação

Presidente da FENASPEN

 

SINSAP MS

EM DEFESA DO SERVIDOR PENITENCIÁRIO.

                     SINDICATO FORTE CATEGORIA VITORIOSA.


Imprimir Página








Galeria de Imagens

Cope

10 Mai 2019
Mural de Recados
Mais Recados


Enquete

Quais as maiores dificuldades no seu dia a dia enquanto profissional?...






      Resultado
Rua Vicentina Coelho Neto, S/N, Quadra 24, Lote 25
Bairro: Vivendas do Parque (Saída para Três Lagoas) - CEP: 79.044-172 / Campo Grande /MS
67 3325-2401
67 3325-2291