Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária de MS



Sindicato demonstra insatisfação pela escolha de Figueiredo na Agepen


08 Jan 2015

Sindicato demonstra insatisfação pela escolha de Figueiredo na Agepen

          Apesar do discurso de satisfação e reconhecimento ao trabalho dos agentes penitenciários do Estado apresentado pelo antigo diretor da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário do Mato Grosso do Sul (Agepen/MS), Coronel Deusdete de Souza Oliveira Filho, a categoria garante que ele não cumpriu com as promessas feitas durante o exercício de suas funções à frente da Agepen, quando seu compromisso era indicar alguém da carreira para assumir o cargo.  “Agora cabe ao sindicato levar ao governo quem foram os verdadeiros executores de todo o trabalho e metas conquistadas durante o período de administração penitenciária desde 2008”, ressalta o presidente do Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária de Mato Grosso do Sul (Sinsap-MS) André Luiz Garcia Santiago. A reivindicação foi feita durante a solenidade de posse do novo diretor, coronel Pedro Cesar de Figueiredo Lima, realizada na sede da Acadepol, no Parque dos Poderes.

 

            Para Santiago, após a onda de inaugurações e aberturas de novas vagas para internos, o número de servidores permanece quase que inalterado. A entrada de 263 novos servidores para as fileiras da segurança penitenciária, ainda não é o suficiente para atuar com eficiência e segurança dentro das Unidades Penais. “São aproximadamente 14 internos, para cada servidor, sendo que esse número é ainda pior em algumas situações. Convém lembrar, que, o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária orienta que haja 01 servidor para cada 05 internos, uma realidade distante para nosso Estado”, afirma. Atualmente, o sistema penitenciário de Mato Grosso do Sul conta com 968 servidores de Segurança e Custódia, 293 da área de Administração e Finanças, 179 de Assistência e Perícia, para a custódia de uma população carcerária de 13.477. 


          Para o sindicato, a problemática do sistema penitenciário vai muito além da ampliação de vagas para a massa carcerária, é necessário que haja também mudanças estruturais. “Que os internos e internas tenham mais dignidade no cumprimento de suas penas e que nós servidores, no desempenho de nossas funções, sejamos mais bem atendidos em nossas reivindicações”, concluiu Santiago. 




Imprimir Página








Galeria de Imagens

Cope

10 Mai 2019
Mural de Recados
Mais Recados


Enquete

Quais as maiores dificuldades no seu dia a dia enquanto profissional?...






      Resultado
Rua Vicentina Coelho Neto, S/N, Quadra 24, Lote 25
Bairro: Vivendas do Parque (Saída para Três Lagoas) - CEP: 79.044-172 / Campo Grande /MS
67 3325-2401
67 3325-2291