Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária de MS



Sinsap acompanha caso de ameaças á servidores de Dourados


Karen Andrielly
08 Dez 2017

Sinsap acompanha caso de ameaças á servidores de Dourados

 O Sindicato dos servidores da Administração Penitenciária de Mato Grosso do Sul- Sinsap, informa a categoria que está acompanhando de perto o caso de Dourados, em que foi desmantelada uma quadrilha que pretendia matar dois agentes penitenciários que eram lotados no Presídio de Segurança Máxima de Dourados- PED.

 

O sinsap parabeniza o trabalho eficaz realizado em conjunto entre policiais civis do SIG (Setor de Investigações Gerais) e NRI (Núcleo Regional de Investigações), além de militares da ALI (Agência Local de Investigação), que resultou na prisão dos cinco meliantes ligados a facção criminosa que atua nos presídios em todo o país, e desta forma evitou uma tragédia envolvendo agentes penitenciários.

A entidade Sindical ressalta que infelizmente este não é o primeiro caso em que servidores são ameaçados por realizarem seu trabalho de forma eficiente. Somente este ano mais de 30 agentes foram alvos de ameaças de morte em todo o Estado. E devido essa realidade o Sindicato tem cobrado veementemente um posicionamento das entidades responsáveis por garantir a segurança e a vida do servidor.

 

Em junho deste ano o Sinsap, encaminhou para a Agepen um ofício cobrando providências para salvaguardar a vida do trabalhador, exigindo que o agente seja notificado mediante documentação. Entretanto, a resposta veio somente em outubro, que para atender a solicitação da entidade sindical, a Agepen, publicou uma portaria que instituiu a Comissão Permanente, como objetivo de avaliar situações apresentadas e criar medidas preventivas quando houver indícios de ameaças, mas até o momento não foi realizado nenhuma reunião.

 

O Sindicato solicitou também o apoio da OAB/MS e cobrou um posicionamento da Secretaria de Justiça e Segurança Pública do Estado- Sejusp, que em resposta a solicitação, entre outras medidas determinou que a polícia Militar deverá estabelecer plano de visita e vigilância na residência, para proteger o servidor e seus familiares. No entanto, em conversa com o presidente do Sinsap, André Luiz Santiago, os agentes em questão informaram que não está sendo cumprida a determinação. 

 

O Sindicato informa ainda que encaminhará um novo ofício para a Agepen cobrando a realização das reuniões da Comissão permanente, para que desta forma seja de fato criada e realizada as medidas de segurança determinadas.

 

“O sindicato continuará cobrando que as autoridades responsáveis ofereçam um respaldo para o servidor vitima de ameaças. Precisam cuidar da saúde física e emocional dos agentes penitenciários já que estes vivem em uma realidade caótica, sobre constante pressão, devido exercer uma profissão que oferece risco intensos, devido a superlotação e a falta de estrutura, e considerada a segunda pior do mundo. Se não houver essa politica os servidores não terão condições físicas nem emocional de exercer suas funções”, destaca, Santiago.

 


Fonte: Ascom Sinsap

Imprimir Página








Galeria de Imagens
Mural de Recados
Mais Recados


Enquete

Quais as maiores dificuldades no seu dia a dia enquanto profissional?...






      Resultado
Rua Vicentina Coelho Neto, S/N, Quadra 24, Lote 25
Bairro: Vivendas do Parque (Saída para Três Lagoas) - CEP: 79.044-172 / Campo Grande /MS
67 3325-2401
67 3325-2291